/ SEO

O que é SEO: um guia para os mochileiros do digital

Você acada de iniciar uma jornada rumo ao aprendizado divino, afinal o que é SEO?

Esse é o primeiro capítulo sobre o tema, vamos preparar um guia definitivo pra você entender definitivamente o que é, como funciona, como fazer, como mensurar, quais resultados pode obter e muito mais!

Um guia para quem quer se aventurar no meio digital!

Esse material vai te levar do o ao 1 em conhecimento sobre SEO.

Sugestões de leitura:

  • Pegue uma xícara de café;
  • Alguns biscoitos;
  • Coloque uma boa playlist, eu gosto dessa .

O que é SEO(Search Engine Optimization)?

Aqui na Traff definimos o SEO como "conjunto de práticas que facilitam o posicionamento orgânico de páginas".

O SEO é uma harmonia da parte técnica e criativa. Servidor, CDN, javascript, h1, texto, qualidade do conteúdo e mais "n" fatores são importantes para posicionar seu site.

Entender o que é SEO vai te possibilitar identificar a forma como os buscadores — principalmente o Google — lê o seu site e privilegia o posicionamento dele.

Otimizar o SEO do seu site é tornar ele amigável para as plataformas de busca e também para os usuários.

Ainda está confuso? Vamos avançar, vamos explicar cada um desses pontos!

Eu, você, ele, quem precisa de SEO?

Toda empresa que quer posicionar seu site nos motores de busca e atrair tráfego orgânico.

Existem várias formas de você atrair tráfego para o seu site: redes sociais, anúncios, publicidade e outros.

Mas por que não atrair um público qualificado que está procurando o seu produto/serviço?

É isso que o SEO vai fazer.

Trabalhar com SEO é melhorar a chance do seu site ou seus conteúdos serem achados por meio das consultas.

Ou seja, qualquer busca feita no Google apresenta milhões de resultados. O SEO é quem vai fazer você estar nas primeiras posições.

Mas é tão difícil assim ser encontrado?

Sim e não.

Existem inúmeras variáveis em um trabalho de SEO, algumas "buscas" são menos competitivas e outras mais.

Tudo depende do seu nicho e do trabalho que os concorrentes têm feito.

Os principais motores de busca, Google, Bing e Yahoo desenvolveram algoritmos para ler todas páginas publicadas na internet.

O conjunto de técnicas de SEO visa facilitar a leitura dos motores da sua página e privilegia-las nas buscas.

Para conquistar o topo das buscas orgânicas é preciso entender os algoritmos de cada um dos buscadores e estruturar todos aspectos do seu site/blog para facilitar a leitura por parte deles.

Como funcionam os algoritmos dos motores de bucas

O principal objetivo deste sistema é rastrear e criar um índice para cada uma das páginas, classificando-as de acordo com suas boas práticas.

É importante entender o papel dos algoritmos para entender a fundo o que é SEO.

Eles funcionam como máquinas de resposta, ou seja, a cada busca realizada eles avaliam as bilhões de páginas indexadas na internet e entregam algumas respostas.

A partir desse princípio chegamos aos dois primeiros aspectos importantes para se conquistar bons resultados com SEO: autoridade e performance.

Fatores avaliados pelos algoritmos

Existem diversos fatores que são avaliados, traduzimos este material da Moz uma das maiores especialistas em SEO do mundo, que explica muito bem os principais.

o-que-e--seo-fatores

Ficou confuso? Vou te explicar cada um deles :)

Level das páginas sociais

Quantidade/qualidade dos links do Twitter, compartilhamentos no Facebook e LinkedIN e etc.

Level do domínio/keyword

Tamanho do domínio, extensão TLD e certificado SSL.

Level das keywords do domínio

Presença exata ou parcial da palavra-chave das páginas no domínio.

Level das métricas de marca

Presença offline da marca em veículos de mídia e mensões públicas à marca.

Engajamneto e Tráfego

Número de páginas bem posicionadas, taxa de clique nas páginas e sinais sociais dos usuários.

Level das keywords features

Tamanho do conteúdo, estrutura do texto, tempo de carregamento da página, HTTPS e outros.

Level dos links da página

Quantidade/qualidade dos links para a página.

Level dos links do domínio

Quantidade/qualidade dos links para o domínio.

Acho que ficou mais claro agora, certo?

Boas estratégias de SEO vão olhar para cada um desses pontos e criar táticas efetivas para otimizá-los, priorizando os fatores com maior influência.

Tríade do SEO da Traff

Aqui nós desenvolvemos uma metodologia que já foi comprovada com dezenas de clientes, basicamente um modelo de trabalho para se obter melhores resultados de SEO.

o-que-e-seo-triado

Esses três fatores resumem todos os outros e criam um modelo simplificado para você obter melhores resultados.

Autoridade

A quantidade de links que apontam para o seu site é essencial para aumentar a autoridade de domínio.

Não basta ter quantidade, mas também qualidade.

Performance

O tempo de carregamento e a estrutura do seu site ajudam o Google e os outros buscadores a identificar as melhores "respostas" para cada busca.

A melhor ferramenta que eu conheço para esses testes é o GTMetrix.

Conteúdo

A estrutura de escrita do seu conteúdo, também influencia nos resultados.

Facilitar a leitura é um fator importante de se preocupar, além disso, manter o seu leitor engajado com o texto para diminuir o bounce rate pode ajudar nos seus resultados de SEO.

Como eu faço para dominar os algoritmos do Google?

Esse é um segredo muito bem guardado.

Mas rimeiro vamos entender um pouco melhor sobre eles.

Pigeon(2014)

Essa atualização do algoritmo do Google feita em 2014 focou em dar mais relevância para o SEO local, ou seja, melhorar a performance de sites que tinham alguma correlação geográfica da empresa com o usuário que realizava a busca.

O Pigeon também foi responsável por privilegiar palavras-chave de calda longa já que as buscas por mobile e voz crescem diariamente.

Essa atualização no algoritmo do Google surgiu para ajudar os pequenos negócios e empresas locais que precisam se destacar em buscas orgânicas.

Panda 4.0(2015)

Essa atualização está presente desde 2014, mas veio sofrendo alterações na sua estrutura até o ano de 2015.

O principal objetivo desta atualização é criar um sistema de punição para sites que trabalhavam 'farmando conteúdo' ou seja, produzindo artigos e blog posts sem valor.

O Panda foi responsável por mostrar o que é SEO de verdade.

Por quê?

Ele foi desenvolvido para 'impedir' empresas que utilizam de técnicas chamadas 'black hat', ou seja, automações, scrappings, backlink farm entre outras técnicas que são condenadas.

A partir da versão 4.0 do algoritmo, chegamos em alguns fatores que geram punições:

  • Conteúdos duplicados;
  • Backlinks de sites irrelevantes para o seu site;
  • Uma taxa de bounce rate muito alta;
  • Um número de visitantes recorrentes muito baixo;
  • Conteúdos duplicados dentro do próprio site;
  • Excesso de palavras-chave nas páginas e artigos.
  • Rank Brain(2015)
  • Lançado em Outubro de 2015 o novo algoritmo do Google trouxe consigo a Inteligência Artificial para melhorar os resultados de SERP.

O Google chegou a conclusão que apenas 15% das buscas diárias são novas.

Com esse dado ele entendeu que era possível criar padrões de melhores práticas para posicionar o sites.

A partir dessa premissa o Google fez com a o Rank Brain trabalhasse em milhões de conexões entre busca e conteúdo para definir os melhores fatores de ranqueamento.

Em tese, o algoritmo não mudou muito os resultados, mas chegamos à algumas conclusões com ele:

Aumentar a densidade de palavras-chave no texto ajuda;
Criar variações semânticas da palavra-chave é estratégico;
Textos com mais palavras são privilegiados pelo Google;
É preciso se atentar ao comportamento do usuário, pois o Rank Brain tende a seguir os passos dos usuários;
Basicamente essa atualizações mostrou que o SEO precisa levar em conta aspectos técnicos mas também de usabilidade.

Penguin(2012 até hoje)

Criado em 2012, o Penguin sofre constantes atualizações até hoje.

O principal fator desenvolvido nesse algoritmo é a avaliação de backlinks.

Ele foi criado para identificar e quantificar as malhas de links que apontam uns sites aos outros. Isso significa que é esse algoritmo que define a qualidade dos links e se é plausível ou não haver alguma punição.

Para ficar mais claro.

Os links que o seu site recebe são os responsável por construir a autoridade dele.

Mas se por acaso você está investindo em alguma estratégia de 'link farm' você pode ser penalizado.

Algumas práticas penalizáveis que identificamos com o Peguin:

  • Compra de backlinks;
  • Troca de backlinks com sites sem autoridade;
  • Ganho excessivo de backlinks em curto prazo de tempo;
  • Densidade excessiva da palvra-chave no texto;
  • Densidade excessiva de links âncora no texto;
  • Utilização de PBNs*;
    *PBN ou Private Blog Network é a prática de criar vários blogs, criar artigos em qualidade e linkar para o seu site. Essa prática é condenada pelo Google.

Mobile Friendly

Entendendo que parte das buscas já são feitas por celular, o Google precisou se posicionar.

Basicamente essa atualização de algoritmo criou um manual de boas práticas para sites mobile friendly.

O principal objetivo foi forçar as empresas a adaptarem seus sites para terem uma boa UX em devices mobile, ou seja, celulares, tablets e etc.

Com essa atualização algumas premissas como sites responsivos, tamanhos do site, tempo de carregamento e outros, ganharam força na SERP do Google.

Além disso, um dos fatores que auxiliam na indexação mais rápida das páginas é uma estrutura de AMP (Acelerated Mobile Pages). Que são sites com estruturas facilitadas para devices mobile.

Possum(2016)

Uma das últimas atualizações do Google que impactaram nos resultados de SEO.

Essa atualização trouxe de volta o foco em SEO local.

O Google, impulsionado por dados que mostram o aumento de buscas com termos como 'próximo', 'perto de mim' e etc., passou a privilegiar negócios locais novamente.

Essa atualização volta a colocar em destaque projetos de SEO que buscam posicionar negócios localmente.

Hummingbird(2013 até hoje)
Assim como o Panda e o Penguin, é um algoritmo que vem sendo atualizado até os dias atuais.

A principal mudança que o Humminbird trouxe foi a percepção semântica do Google, ou seja:

Realizar uma busca 'comprar carro' pode ser considerado como uma busca por 'concessionária'.

Dessa forma, o Google passou a interpretar que a busca por ações e locais são correlacionadas.

Uma prática que foi condenada com a chegada desse algoritmo foi o Keyword Stuffing.

Com essa atualização, técnicas de espalhar a palavra-chave por todo o texto passaram a ser penalizadas. Agora o Google entende como boa prática uma 'harmonia' nesse trabalho e principalmente um bom uso das palavras-chaves nos H1, H2, H3, H4 e etc.

Os principais aprendizados sobre o que é SEO trazidos pelo Humminbird foram:

  • Utilização e distribuição correta das palavras-chaves nas páginas;
  • Uso do 'alt' das imagens;
  • Uso de variações semânticas das palavras-chave;

Fred(2017)

O último update do Google chegou para consolidar a analise de conteúdo, ou seja, agora o buscador já consegue avaliar a qualidade dos artigos escritos.

Mas André, como ele faz isso?

O Fred identifica se o conteúdo é bem escrito, usa boas fontes e se o texto está bem estruturado para facilitar a leitura por parte dos usuários.

Mas os principais buscadores já divulgaram algumas diretrizes que ajudam muito nos resultados.

O Google mesmo tem um material bem completo sobre este tema.

Um breve resumo sobre as boas práticas que o Google espera encontrar nos sites:

  • Não utilizar técnicas de cloaking, que são páginas criadas para o Google e não para os usuários;
  • Crie sites com hierarquia de links e texotos claras;
  • Cada página deve ser acessível por meio de um link estático;
  • Certifique-se que os atributos < title> e e ALT estejam em conformidade com a palavra-chave;
  • Tenha sistemas de redirecionamento para páginas 301 e 404.

Essas são algumas dicas que captamos diretamente do Google, mas por que eu disse que dominar o algoritmo é um segredo?

Não existe um material com todas premissas e avaliações feitas pelos algoritmos dos motores de busca, isso é descoberto a partir de milhares de testes feitos em todo mundo.

Como o seu público interage com os Motores de Busca

Muito mais importante do que entender a lógica dos algoritmos, é entender como e dá a iteração da sua persona com eles.

Entender o que é SEO e implementar uma estratégia de SEO, são coisas bem diferentes.

Você deve criar páginas e conteúdos para as pessoas, para o seu público e não para os motores de busca.

Mas por que afirmar isso tantas vezes?

Estratégicamente, o SEO vai te ajudar a aumentar o tráfego orgânico do seu site, aumentando o número de visitas e de LEADs. Tudo o que você produzir, só vai gerar um resultado final para o seu negócio se fizer sentido para as pessoas que estão procurando aquele conteúdo.

Entender o que o seu público está procurando é o primeiro passo para utilizar o SEO de maneira estratégica.

Como fazer?
O que é?
Onde fica?
Como comprar?
Dicas

Esses são exemplos de questionamentos que o seu público pode ter, e que, com técnicas de SEO você pode ajudar ele a resolver.

As buscas são a base de qualquer negociação no ambiente digital, dados indicam que mais de 70% dos consumidores buscam a marca na internet antes de comprar o produto.

Para simplificar, os buscadores são as novas Páginas Amarelas do ambiente digital.

Entender o comportamento do seu consumidor é o primeiro passo para uma estratégia efetiva de SEO.

Fatores de ranking

Agora que você entende de fato o que é SEO, eu quero te apresentar quais são os principais fatores que fazem um site aparecer no topo das buscas.

Hoje, os algoritmos do Google e outros buscadores, avaliam mais de 200 fatores em cada página, mas alguns tem destaque.

Vamos lá?

Essa parte eu escrevi ao som de deadmau5, ainda não conhece? Curte o som dele ai no Spotify.

Acessibilidade da sua URL

Seu site é acessível? Você está facilitando a vida dos robôs

O que é SEO: um guia para os mochileiros do digital
Share this